Como funciona o Minha Casa Minha Vida?

O Governo Federal é o responsável pela criação de diversos benefícios, entre eles, o programa Minha Casa Minha Vida. Dentre os objetivos desse programa está auxiliar os grupos familiares de baixa renda a saírem do aluguel. Infelizmente, no Brasil há ainda muita desigualdade social e são esses programas que ajudam a minimizar essas situações. Entenda o funcionamento do minha casa minha vida a seguir.


Como funciona o Minha Casa Minha Vida

Para ter acesso ao Minha Casa Minha Vida é preciso se adequar as regras exigidas pelo programa, no entanto, as famílias com diversas rendas mensais podem se inscrever no programa. As regras então, variam de acordo com a renda e o imóvel. Por exemplo, pessoas com renda familiar de até R$ 7.000,00 podem participar do programa, a exigência é que as parcelas do financiamento não ultrapassem 30% da renda bruta familiar. Há ainda um teto máximo definido pelo programa, no entanto, ele se diferencia de acordo com a região do país que você reside.

Quando o grupo familiar se enquadra nos requisitos exigidos pelo programa, é possível que a inscrição seja realizada de forma presencial em uma agência da Caixa Econômica Federal e após a realização deve aguardar a análise e a seleção para o programa.

Depois de realizada a seleção, há o processo de aprovação do financiamento. Essa etapa é mais burocrática, pois é quando o beneficiário deverá apresentar todos documentos solicitados. Para facilitar em relação ao processo do financiamento, é possível que o cidadão acesse o simulador do Minha Casa Minha Vida.


Quem tem Direito ao Minha Casa Minha Vida

Como já citado anteriormente, diversas pessoas podem ter a chance de participar do Minha Casa Minha Vida. O principal objetivo do programa é tornar possível o sonho da casa própria. Confira abaixo quem pode ter a chance de financiar até 90% do imóvel:

  • Pessoas que ganham mais de 1.800 reais mensais precisam ter o nome limpo para financiar o imóvel;
  • Ter trabalhado no mínimo três anos com carteira de trabalho devidamente assinada;
  • É preciso ser maior de 18 anos para realizar o processo de inscrição;
  • Não é permitido que tenha imóveis em seu nome;
  • Ao escolher a região do imóvel a pessoa deve ter algum vínculo com o município por pelo menos um ano, sendo assim, a pessoa pode trabalhar ou morar no local;
  • Já no caso de terreno, é possível ter e ainda participar do programa, contudo, não pode ter nada construído nele;
  • A família não pode ter participado de nenhum outro programa habitacional, seja ele federal, estadual ou municipal;
  • A renda mensal familiar não pode ultrapassar 7 mil reais.

Como Realizar a Inscrição no Minha Casa Minha Vida

O processo de inscrição do Minha Casa Minha Vida é feito de forma presencial em agências da Caixa Econômica Federal.

A inscrição só poderá ser feita se você segue todos os requisitos citados anteriormente. Lembrando que qualquer brasileiro ou estrangeiro naturalizado no Brasil que esteja dentro das condições poderá fazer parte do programa.

No momento da inscrição é necessário que você esteja com alguns documentos em mãos, entre eles:

  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Comprovante de residência;
  • Declaração de Imposto de renda (ou comprovação que não declara em casos de renda mais baixa);
  • Carteira de trabalho.
  • Registro Geral (RG);
  • Extrato do FGTS;
  • Certidão de casamento (se for casado (a)).

Um comentário: